[ Vox populi vox Dei ]

2010-02-26

« FERNANDO PESSOA, in... ENGLISH...! »

FERNANDO PESSOA


.

.
HETERÓNIMOS e ORTÓNIMOS



.
ALEXANDER SEARCH, é um dos vários heterónimos criados pelo Poeta e Escritor português, - FERNANDO PESSOA.
.
Foi criado em 1899, quando o poeta era estudante. Com este nome, escreveu cartas a si mesmo, além de muitos poemas escritos em inglês, em 1903.
.
Eis,... um dos belos poemas " in english " :
.
.« Men Of To-day »
.
*
Men of to-day and yester's nought,
Before you were the things we see
Who gave a guess or gave a mought
That such as you to-day should be?
Ah, passers by the common way,
Who thought of ye before to-day?
Men of to-day, to-morrow's dust,
When years have past where shall ye go?
What vulgar daub or hurried lust
Shall chronicle your joy and woe?
Waves on the crest of life's swift sea,
After to-day who'll think of ye?
Genius alone can cause me fire
That in your glorious nature lies;
Genius alone can strike the lyre
And raíse your name to mortal skies;
Genius of death can tear the pall
And yester's nought mar be an all.
But virtue, fool, like human tears,
By sands of earth too surely drunk,
Sinks in the dust of passing years,
Nor knowest thou where has it sunk.
Let genius then the laurel wear;
To-morrow's dust mar live for e'er.
.
*
.




Cartão de visita do 'heterónimo' de Fernando Pessoa

c/a residência na rua onde [eu] vivi na infância
ele... nº 17 ; eu... nº 56
Só a distância dos tempos nos separou
.
(...)







Fontes:
Imagens: seleccionadas na net
Poema: Fernando Pessoa

















2010-02-24

« ILHA da MADEIRA - Pérola do Atlântico »




MAX: um grande cantor madeirense



*
.POMBA BRANCA - MAX.
.
Pomba branca pomba branca
Já perdi o teu voar
Naquela terra distante
Toda coberta pelo mar
Pomba branca pomba branca
Já perdi o teu voar
Naquela terra distante
Toda coberta pelo mar
Fui criança e andei descalço
Porque a terra me aquecia
E eram longos os meus olhos
Quando a noite adormecia
Vinham barcos dos países
Eu sorria vê-los sonhar
Traziam roupas felizes
As crianças dos países
Nesses barcos a chegar
Pomba branca pomba branca
Depois mais tarde ao perder-te
Por ruas de outras cidades
Cantei meu amor ao vento
Porque sentia saudades
Saudades do meu lugar
Do primeiro amor da vida
Desse instante aproximar
Os campos do meu lugar
À chegada e à partida
Pomba branca pomba branca.
.
Maximiano de Sousa (Max) e Vasco de Lima Couto
.
Em homenagem aos madeirenses, aqui deixo esta tímida dedicatória na feição do suave poema que Max tão bem soube cantar e nos deixou como legado. Escolhi a "Pomba Branca" porque ela será para todo o sempre a Mensageira da Esperança, da Paz e do Amor Universal para conforto de todos os que lá estão, e os que se encontram longe... "daquela terra distante" ... e "toda coberta pelo mar" ...!
.
Imagens: todas recolhidas da net

2010-02-22

« K.G.B. v/s GESTAPO »

Distintivo do KGB - Serviços Secretos Soviéticos
.

ESTALINE e HITLER
*

. - Encetava uma pequena exposição histórica sobre os chamados «Serviços Secretos Soviéticos», quando me deparei com um texto de: "Fábrica dos Blogs" intitulado: " Quem matou mais Ucranianos na Segunda Guerra Mundial ? Hitler... ou Stalin? " (...)

.Pela natureza temática, dei prioridade à republicação/divulgação daquele texto que, passo a transcrever:

.« Hitler e Stalin viram a Nação Ucraniana como um obstáculo aos seus planos e objetivos.

Hitler queria a Ucrânia, como a Lebensraum Alemã, e Stalin temia que esse nacionalismo ucraniano e uma Ucrânia independente, destruisse o Império Russo Soviético.

Ambos foram culpados de crimes de guerra e de genocídios na Ucrânia, numa escala tão maciça que, são virtualmente inigualáveis na História.

Nós não estamos falando aqui de milhares, ou das dezenas de milhares, ou ainda de centenas de milhares de vítimas de assassinato em massa!

Nós estamos falando de milhões de ucranianos mortos por Hitler e por Stalin.

O grande enigma é:

Quem matou mais ucranianos na Segunda Guerra Mundial? Hitler ou Stalin?

Os crimes de Hitler na Ucrânia têm sido melhor documentados e são melhor conhecidos.

Stalin, certa vez disse que :

"A História é contada pelos vencedores".

Como vencedora, a URSS de Stalin foi capaz de esconder o seu genocídio de ucranianos.

Stalin disse que depois da guerra 7 milhões de cidadãos soviéticos morreram, mas sabemos que ele estava escondendo os factos verdadeiramente mais relevantes.

Nikita Krushchev em 1961 fixou o percentual de mortes na URSS em 20 milhões e, esta parece ser uma estatística confiável e exata.

Moscovo citou recentemente algo em torno de 25 a 27 milhões. Estas novas personagens são sem pura propaganda, baseadas em novas informações sobre o genocídio de ucranianos por Stalin, e de outros cidadãos soviéticos durante a guerra.

Não existe nenhuma evidência documental de que Hitler tenha ordenado a eliminação de todos os judeus da Europa, embora saibamos que seja verdadeira.

Do mesmo modo, não há nenhuma ordem de Hitler para aniquilar os ucranianos.

Mas nós temos evidências:

1) Os milhões de vítimas civis que pereceram, não poderiam ser vítimas " acidentais ".

2) Evidências documentadas de execuções em massa de ucranianos.

3) A ordem para executar até 100 ucranianos inocentes, por cada soldado alemão morto pelos partisans (sabe-se que 460.000 soldados alemães foram mortos por partisans e por guerrilheiros).

4) Os escravos ucranianos Ostarbeiter que foram trabalhar até a morte na Alemanha.

5) Os milhões de prisioneiros de guerra mortos pela fome intencionalmente nos campos de concentração.

6) As cidades ucranianas dizimadas pela fome planeada.

7) Os líderes nazis disseram que a Ucrânia como o Lebensraum da Alemanha Nazi deveria ser colonizada por alemães e que alguns ucranianos seriam usados como trabalhadores escravos. E quanto aos outros ucranianos?

8) No fim de 1943, Hitler recusou autonomia para a Ucrânia e quando os ucranianos propuseram formar um exército contra à URSS, ele teve que ser nomeado Divisão da Galícia, até os últimos minutos da guerra em 1945, quando rebaptizado de Exército Nacional Ucraniano.

9) As perdas civis desproporcionais de ucranianos, comparadas às perdas militares, indicam também uma campanha especial da Alemanha Nazi .

Seria ingénuo pensar que Adolf Hitler e o governo alemão nazi não estivessem inclinados a destruir tantos "Untermensch' Ucranianos quanto fosse possível diante dos factos que os provam.

Por exemplo, Reichmarshal Goering, que era quase tão poderoso quanto Hitler, disse:

" Este ano, entre vinte a trinta milhões de pessoas morrerão na Ucrânia e na Rússia de fome. Talvez seja bom ser assim, porque determinadas nações devem ser dizimadas."

-- Hermann Goering, Nov. 24-27, 1941 (Dallin p. 123).--

Hoje em toda a Ucrânia independente há descobertas de sepulturas de assassinato em massa nos subúrbios das cidades (tais como Bykivna em Kiev), e próximas aos escritórios de polícias secretas da KGB (NKVD) em toda a Ucrânia.

As vítimas ucranianas da Rússia soviética de Stalin chegam aos milhões. Muitos ucranianos também estão enterrados em sepulturas comuns na Sibéria.

Desconhece-se quantos destas vítimas ucranianas do regime soviético pereceram durante os anos de guerra.»

a) "Publicado por Andriy".

.A história da Polícia Política Soviética ficará para depois se, eventualmente, a partir deste testemunho, alguém pedir que se escreva.

Desde a CEKA (1917) e seu director Felix Zerscindki - morto em circunstâncias misteriosas -, à NKVD, depois da GPU chefiada por Yesciov, acusado de conspirar contra ESTALINE e de estar em conluio com a GESTAPO nazi..., até à KGB... e seus super-polícias..., tais como... o nosso célebre cinturão negro de Judo,

. Vladimir PUTIN !

.Legenda:

.1ª - foto recolhida da net.

2ª - foto, e texto principal da Autoria

do blogue:

Fábriva de blogs

2010-02-20

To Blog, Or Not To Blog... That's The Question...!

. "PARTNER" da IMAGINAÇÃO do BLOG ALFOBRE
Para o Bem... e para o menos Bem
Esta é uma centelha da Natureza
.
Read other posts of this Blog
in
.
Nota:
O tradutor Google
traduz p/ todas as línguas
excepto Português, devido
à nacionalidade do Alfobre.
O 'espanhol' é acessível!
= o =
.
Does your organisation already have a web-presence with a corporate website? What are the goals for your organisation’s web presence? Is the main goal to get ‘Traffic’ and returning ‘traffic’, visitors and visitor loyalty. So how do you achieve those goals?
.
Maybe a blog? Integrating a blog into your corporate website or ‘connecting’ it to your corporate website can drive traffic onto it, helping you achieve your corporate web-goals.
.
Blogs have great potential not only to inform but also to challenge perceptions. They can be used to draw out different points of view, commentaries, personal experiences and even, support for your blog post.
.
The blog as a tool empowers people and helps create change.
.
A blog allows you to bring information to your public much faster than a traditional website.
.
And typical blog readers will check their favourite blogs several times a week. Not so for corporate websites.
.
Typically blogs offer an easy-to-update, easy-to-work-with contents management system (CMS).
.
If I write an article and have some pictures and a video it will take me a few minutes to post on my blog while it would take me several hours before I can put them on a website.
.
Money - It can cost a lot to bring a corporate website online, especially if you want some fancy stuff.
.
You buy the Contents Management System, hosting, a document repository system.
You hire graphic designers, usability experts, make use cases, and have an army of highly paid developers working through the code.
.
It will take you several months to bring your site online. And how often is the end result not really what you had in mind? How many compromises have you made along the way?
.
Ease of publishing - blogs integrate the Content Management and the document repository systems, and offer a wide range of themes or graphical designs. They can structure and restructure your information in many different ways.
.
Blogs make it easy to integrate different functionalities through widgets and other bells and whistles.
.
Adding, changing and repositioning blogs is made easy, using WYSIWYG editors.
.
Community focused - a blog and a ‘normal’ website have another major difference: blogs offer the ability to build a community, to interact with your readers.
.
Through comments, out-of-the-box widgets, blog catalogs, social bookmarking sites, cross linking and cross posting,you get people to interact with you and each other.
.
But there is more to it. Blogs can also build a community within your own organisation. It gives the opportunity for your staff members to bring out their stories, and make them feel part of your organisation’s community.
.
And your readers will love the field stories.
.
A sense of forgiveness and tolerance - blogs live in a different sphere than corporate websites. Anything published on a corporate site typically goes through a public relations department, and takes time for a webmaster to published.
.
Errors are often taken seriously by those who publish and those who read. As blogs have grown out of the personal sphere, blogs have more an air of tolerance, of forgiveness.
.
A text on a corporate site has to be perfect. A picture crystal-clear. Not so on blogs. And even less so on microblogs.
.
In-house blogs - not all blogs have to be for the general public. You can restrict access to your blogs to in-house use also, running on your intranet.
.
Once again, it will give your staff the ability to bring out their stories, to build the sense of ‘belonging’.
.
And if you are more serious about it all, it allows the sharing of information and experiences.
.
Are you ready to blog?
Of course... you are!
Like I remember:
.« Yes,... you Can! »

« E QUE VIVA,... A NATUREZA - MORTA »

.
.
Josefa de Óbidos (1630-1684)
Natureza-morta com Doces e Barros
Óleo sobre tela - 1676
Biblioteca Municipal Braamcamp Freire
Santarém - Portugal

Josefa de Óbidos, Natureza-morta c/frutos e flores


1670
.
.
Por ter sido considerado um género menor pelas Academias de Pintura, a "natureza-morta" «deu muito mais liberdade aos artistas, originando obras de grande riqueza», sublinha o comissário de uma exposição alusiva que abriu no Museu da Fundação Gulbenkian, em Lisboa, onde ficará até 2 de Maio.
.
Peter Cherry, responsável pelo Departamento de História de Arte e Arquitectura do Trinity College de Dublin, seleccionou 71 pinturas dos séculos XVII e XVIII para a exposição "A Natureza-Morta na Europa".
.
É a primeira grande mostra internacional sobre este género realizada em Portugal, e está dividida em duas partes: uma fica até 2 de Maio e a segunda, com a produção dos séculos XIX e XX, será exibida entre 21 de Outubro de 2011 e 8 de Janeiro de 2012.
.
Peter Cherry explicou que a exposição reúne "todos os grandes nomes que pintaram este tema, como Rembrandt e Goya, e também autores desconhecidos."
.
O especialista em natureza-morta assinalou algumas das obras nunca exibidas ao público, e outras menos conhecidas, como o caso de telas criadas por mulheres, artistas europeias que sentiram o fascínio pela reprodução de flores e frutos.
.
Entre as obras de pintoras como Clara Peters, Louise Moillon e Fede Galizia, o público poderá ver duas grandes telas de Josefa de Óbidos com naturezas-mortas representando doces e barros, onde a artista revelou o talento para este género.
.
"No século XVII, a natureza-morta era vista como uma arte relativamente menor, que não dava reputação aos pintores [nem a quem expunha essas obras em casa - arte de somenos].
.
Era a pintura de carácter narrativo, histórico, religioso, sobretudo com a figura humana, que dava estatuto aos artistas". explicou Peter Cherry.
.
Esta temática foi já objecto de um post deste blog dedicado ao assunto em 09 de Setembro de 2009, ilustrando o texto obras impressionistas de óleos sobre telas, da autoria de Van Gogh, representando uma tela "A Bíblia", e a outra "Caveiras".
.
As imagens acima reproduzidas foram seleccionadas na Internet, sendo a primeira, a que o texto faz referência, uma das telas da Exposição, da autoria da grande pintora portuguesa Josefa de Óbidos.
.
O nosso interesse pela Arte, fez-nos reproduzir todo este texto, a título de divulgação/informação, publicado in: Jornal de Notícias, de 18 do corrente mês.

2010-02-19

« RIA de AVEIRO... e o MOLICEIRO »

*















BARCOS MOLICEIROS
DE
AVEIRO
.
.


.Os barcos moliceiros são
.
um dos emblemas
.
da
.
.RIA de AVEIRO
.
.
Em forma de meia-lua têm mastro e leme de grandes dimensões.
.
O seu pequeno calado permite-lhes mover-se nos canais menos fundos, sendo, nessas circunstâncias, movido à vara.
.
Destinavam-se à colheita e transporte de moliço (vegetação da Ria, utilizada para fertilizar os campos agrícolas), mercadorias e gado, sendo hoje uma atracção turística.
.

.Outra coisa que os torna únicos é a decoração.
São pintados com cores fortes e desenhos,
representando os mais diversos temas,
desde cenas românticas ou religiosas,
a motivos humorísticos.
.
.

Este tipo de embarcação tradicional é fabricado na zona de Pardilhó, nos concelhos de Ílhavo e Murtosa e, claro, em Aveiro.
.
É possivel observá-los todos os anos no Verão, durante a Regata dos Moliceiros entre a Praia da Torreira e Aveiro.




















.




















2010-02-18

« O MOTIM... dos BICHOS...! »

Um Cinema mudo!... o mal que se faz aos animais, são mesmo histórias «sem palavras»!
.
Não são fotos de cartazes da Filmografia de Hitchcock!
São Fotos dos Factos... da Indignação Animal
.
O GRITO de IPIRANGA ANIMAL... ESTÁ AÍ...!
*
Os parceiros desta Viagem na Terra
acusam o verdadeiro depredador do Planeta
.
O
.
«HOMO ABJECTUS»
.
.

...
..
....

.
.

«EXCERTO do POEMA
.
"O MELRO"»
.
(...)
.
Duma avezinha trémula, a expirar !...
...................................................
...................................................
.
E, arremessando a Bíblia, o velho abade
.
Murmurou:
.
"Há mais fé e há mais verdade,
.
Há mais Deus concerteza
.
Nos cardos secos dum rochedo nu
.
Que nessa Bíblia antiga.
.
Ó Natureza,
.
A única Bíblia verdadeira és tu!..."
.

. Guerra Junqueiro









2010-02-17

CARNAVAL do NORDESTE TRANSMONTANO




IMAGENS DO ENTRUDO EM PODENCE
- GRUPO DE CARETOS-
PORTUGAL
Post de divulgação de Carnaval Português
CONHECER TUDO NA CONSULTA DO SITE
.
= RESUMO (amostra) DO SITE =
.
Mergulhando na raiz profana e carnal, o verdadeiro motivo que move o Careto é apanhar raparigas para as poder chocalhar. Sempre que se vislumbra um rabo de saia, o Careto é impelido pelo seu vigor.
Ao CARETO tudo se permite nesses dias, pois ele assume uma dupla personalidade. O indivíduo ao vestir o fato torna-se misterioso e o seu comportamento muda completamente, ficado possuindo de uma energia transcendental. Existe algo de mágico e de forças sobrenaturais ocultas em todo este ritual de festa que atribui a estas personagens prerrogativas a imunidade interditas a outros mortais. A antiguidade e originalidade desta tradição, cheia de cor e som e a vontade das gentes de Podence, em preservar estas figuras, fizeram dos Caretos personagens famosas para lá dos limites da aldeia... e são cada vez mais frequentes os convites a este grupo etnográfico para deslocações a vários pontos do país e do estrangeiro.
Em Podence, nos dias de Carnaval, os Caretos surgem em magotes, de todos os sítios, percorrendo a aldeia em correrias desenfreadas, num clima fantástico e fascinante, pleno de sedução e mistério. Ninguém lhes consegue ficar indiferente, aqueles que não se vestirem de Careto abrem as suas adegas aos passantes.
As crianças de sexo masculino, os Facanitos perseguem os Caretos tentando imitá-los, as raparigas solteiras, são o principal alvo dos mascarados, admiram-nos das janelas ou varandas das suas casas, com um certo receio de que o entusiasmo dos Caretos os leve a trepar para as poderem chocalhar.
No momento actual mais que uma tradição, são o símbolo da Cultura Nordestina tornando-se um dos Grupos mais emblemáticos a nível Nacional.
Constituído em 1985 dentro de uma associação cultural, com o objectivo de preservar a tradição carnavalesca. O grupo assume-se como etnográfico, sendo constituído por cerca de 20 elementos todos homens, e por onde passam deixam um fascínio sedutor.
O seu curriculum é invejável a nível de participações internacionais, destaque para as duas participações consecutivas na “Disneylandia” PARIS, Carnaval de Nice – FRANÇA e Carnaval de Viareggio - ITÁLIA.
Em Portugal este Grupo tem percorrido o país de norte a sul nos mais diversos acontecimentos culturais e recreativos. São tema de investigação na área da Antropologia Cultural e Social, participando também nos mais diversos programas televisivos da actualidade.
Enquadram-se em qualquer festividade ou animação cultural de preferência animação de rua ou “Parade” com parte instrumental. Está-se perante um grupo que faz a diferença em termos de originalidade, alegria, cor, e sedução pelo mistério num clima verdadeiramente fantástico apresentando uma coreografia fora do vulgar.
A disponibilidade do grupo é total para animar qualquer evento festivo ou cultural em qualquer parte do mundo.
---
.
Nota
Esta divulgação é possível, graças à amável informação
de um dos nossos seguidores/comentadores identificado
na coluna dos comentários do post publicado neste blog
intitulado: «CARNAVAL... ENTRUDO & FOLIÕES... ».



2010-02-15

CARNAVAL... ENTRUDO & FOLIÕES...




.Muita gente pensa que o Carnaval é uma festa típica do Brasil. Mas, toda essa farra existe desde a Antiguidade, e vem de muito longe.
.O Carnaval originário tem início nos cultos agrários da Grécia, de 605 a 527 A.C. e com o surgimento da agricultura, os homens passaram a comemorar a fertilidade e a produtividade do solo.
O Carnaval Pagão começa quando Pisistráto oficializa o culto a Dioníso na Grécia, no século VII A.C. e, termina, quando a Igreja Católica adopta a festa.
.
O primeiro foco de concentração carnavalesca localizava-se no Egipto. A festa era nada mais que dança e cantoria em volta de fogueiras. Os foliões usavam máscaras e disfarces, simbolizando a inexistência de classes sociais. Depois, a tradição espalhou-se pela Grécia e Roma, entre o século VII A.C. e VI D.C.
.
A separação da sociedade em classes, fazia com que houvesse a necessidade de válvulas de escape. É nessa época que o sexo e as bebidas se tornam presentes na festa.
.
Em seguida, o Carnaval chega a Veneza para, então, se espalhar pelo mundo. Diz-se que foi lá que a festa tomou as características actuais: máscaras, fantasias, carros alegóricos, desfiles... e, toda a 'parafrenália' de que se tem conhecimento.
.
O Carnaval Cristão passa a existir quando a Igreja Católica oficializa a festa, em 590 D.C.. Antes, a instituição condenava a festa pelo seu carácter “pecaminoso”. No entanto, as autoridades eclesiásticas da época, viram-se num beco sem saída. Não era mais possível proibir o Carnaval. Foi então que, houve a imposição de cerimónias oficiais sérias, para conter a libertinagem. Mas esse tipo de festa, confrontava-se com a principal característica do Carnaval: o riso, a brincadeira... e muito mais, que leva ainda a dizerem: “é Carnaval,... ninguém leva a mal!”.
.
O Carnaval brasileiro surge em 1723, com a chegada de portugueses das Ilhas da Madeira, Açores e Cabo Verde. Era chamado Entrudo, e a principal diversão dos foliões era atirar água uns aos outros. O primeiro registo de baile, data de 1840.
.
Em 1855 surgiram os primeiros grandes clubes carnavalescos, precursores das actuais escolas de samba. No início do século XX, já havia diversos cordões e blocos que desfilavam pela cidade durante o Carnaval. A febre estava instalada, e o frenesim nunca mais parou de crescer!
.
A primeira escola de samba foi fundada em 1928 no bairro do Estácio, e chamava-se” Deixa Falar”.
.
A partir de então, outras foram surgindo até chegarmos à grande festa a que hoje se assiste, de repercussão internacional.
*
A GÉNESE DO CARNAVAL

.

Foi lá na velhinha Grécia

Que nasceu o ideal

Para a festa dos Carrus Navalis

De raiz bem popular

Só o nome vem mudar

Para apenas se chamar

Simplesmente Carnaval.

.

Nasceu de um povo pagão

Onde a cultura é riqueza

E como religião seguia com devoção

A própria mãe Natureza.

.

Os barcos que têm rodas

Enfeitados com muita cor

Nas costas do mar da Grécia

Um povo com fé e esplendor

Anunciava a Primavera

Como renascer da vida

O regresso do arvoredo em flor

E a procriação das aves

Nos ninhos do seu amor.

.

Foi gente de arte com beleza

De cultura sem precedentes

De onde vem a chama acesa

Para unir os outros povos

De todos os continentes.

.

A chama que vem acesa

Como símbolo da Paz

Passando de mão em mão

Só esta Grécia velhinha

Nos oferece esta lição.











.Legenda:
Imagens: Seleccionadas na net
Texto: Elementos pessoais, c/o
apoio da Biblioteca da S.H.I.P. (Soc.
Histórica - de que o autor do blog é Sócio)
Poema: O autor do blog mascarou-se (1ª vez)
e..., escolheu a 'fantasia' de Poeta.


2010-02-14

« A ALA DOS NAMORADOS ... »



CALDOS de GALINHA e CAUTELAS, NUNCA FIZERAM MAL A NINGUÉM
= Estar prevenido,... não estraga a festa =


.
[ «Se receber inesperadamente um cartão electrónico de São Valentim, tenha cuidado».

O FBI alertou para a possibilidade de um novo vírus informático designado por «Storm Worm» (Tempestade de Inverno), escondido em postais de São Valentim, poder infectar hoje, milhões de computadores em todo mundo.

«Se receber inesperadamente um cartão electrónico de São Valentim, tenha cuidado», alertou o FBI em comunicado.

Uma mensagem de correio electrónico inesperado «pode não ser de um admirador secreto, mas sim conter o vírus Storm Worm», acrescentaram.

Anteriormente o vírus propagava-se através de uma mensagem de correio electrónico que informava, falsamente, de uma grande tempestade na Europa.

Contudo, segundo o produtor de Antivírus Trend Micro, este vírus está a propagar-se, desde a semana passada, sob a forma de felicitações electrónicas alusivas ao Dia dos Namorados.

A grande maioria dos vírus e dos «spam» (mensagens de correio electrónico com fins publicitários) que receberemos camuflados como postais de amor, provirão dos EUA, Rússia e China, dizem os especialistas.

A consultora de segurança informática Sophos afirma que a Rússia está a ganhar cada vez mais peso como emissora de «spam, situando-se no segundo lugar do ranking mundial entre os Estados Unidos e a China.

O motor de busca Google publicou esta semana um estudo sobre o uso do correio electrónico que demonstra que este meio é muito popular entre os jovens para expressar sentimentos.

«Os jovens estão a liderar uma mudança: é cada vez mais comum que eles usem um e-mail para tudo, desde enviar cartas de amor até acabar uma relação», assegurou Jen Grant, responsável de Marketing da Google. ]


.O costume de aproveitar esta data para oferecer algo a quem se ama, teve início em 1840, quando Esther A. Howland começou a produzir, em grande quantidade, lembranças para comemorar o Valentine's Day.

.Este procedimento foi-se alargando a todo o mundo, com o apoio (e a necessidade) dos lojistas que vêm na data uma boa oportunidade de negócio.

.Para além da compra de uma lembrança simbólica, não se deixa de oferecer um cartão à pessoa amada, mesmo que tenha cem anos e viva com ela há oitenta! Afinal, a escrita ainda tem o poder que, por vezes, a fala perde!

.Para muitos é uma perda de tempo, para outros uma invenção comercial, mas, independentemente da possibilidade de ideias feitas, o Dia dos Namorados pode ser a oportunidade perfeita para muitas situações.

.Julga-se apaixonado e ainda não deu um passo em frente? Com a ajuda do S. Valentim e um rasgo de imaginação, o seu amor pode ser declarado e, quiçá, retribuído " in big style "!

Mas se já encontrou a sua alma gémea, este dia obviamente também é para si, e já na condição de 'usufrutuário' da condição de "Namorado".

.Não banalize o dia com as tradicionais flores e bombons, e programe um fim de semana bem romântico! A desculpa de ter pouco dinheiro não serve! Isto é um argumento para os patrões andarem com o salários em atraso! Não entre nesse jogo sujo!

Estamos num dia de amor e é necessário fazer jus a isso, apelando à criatividade para fazer do dia dos namorados um dia diferente dos outros em que também se namora!

.Afinal, o que interessa realmente neste Dia, assim como noutras datas importantes para os casais, é que cada um se sinta único e especial.

.Pode parecer um cliché lamechas, mas a verdade é que sempre que alguém, mesmo que não seja por motivos românticos, nos faz sentir únicos, nós damos o melhor de nós e potenciamos resultados extraordinários.

.Tudo precisa de ser cultivado e as relações humanas, independentemente do seu carácter, vivem da dedicação que as partes envolvidas lhes dão.

.Assim, não deixe para outra oportunidade e viva o Dia dos Namorados com paixão e toda a entrega sentimental a que tem direito.

.

Noções básicas de São Valentim e o Dia dos Namorados:


Entre nós, o Dia dos Namorados celebra o amor, a paixão entre amantes e a partilha de sentimentos. Todos os anos, no dia 14 de Fevereiro, ocorre a azáfama da troca de chocolates, envio de postais e de oferta de flores. Muitos casais planeiam jantares românticos, noites especiais e fazem planos para surpreender e agradar à sua «cara-metade». Há também quem escolha este dia para se declarar à pessoa amada e também quem avance com pedidos de casamento, embebido pelo espírito do dia.


A História:

.
O Dia dos Namorados é celebrado naquele que até 1969, era o Dia de São Valentim. No entanto a Igreja Católica decidiu não celebrar os santos cujas origens não são claras. Isto porque até nós chegaram relatos de pelo menos dois Valentim, santos martirizados, directamente relacionados com o dia 14 de Fevereiro.

As raízes deste dia remontam à Roma Antiga e à Lupercália, festa em homenagem a Juno, deusa associada à fertilidade e ao casamento. O festival consistia numa lotaria, onde os rapazes tiravam à sorte de uma caixa, o nome da rapariga que viria a ser a sua companheira durante a duração das festividades, normalmente um mês. A celebração decorreu durante cerca de 800 anos, em Fevereiro, até que em 496 d.c., o Papa Gelásio I decidiu instituir o dia 14 como o dia de São Valentim, para que a a celebração cristã absorvesse o paganismo da data.

A dúvida persiste no entanto, em saber a qual dos santos se refere este dia. Muitos acreditam tratar-se de um padre que desafiou as ordens do imperador romano Claudio II. A lenda diz que o imperador proibiu os casamentos com o argumento de que os rapazes solteiros e sem laços familiares, eram melhores soldados. Valentim terá ignorado as ordens e continuado a fazer casamentos em segredo a jovens que o procuravam. Segundo a lenda, Valentim foi preso e executado no dia 14 de Fevereiro, por volta do ano 270 d.c.

Outra lenda diz que um outro padre católico se recusou a converter à religião de Claudio II, e este mandou prendê-lo. Na prisão, Valentim apaixonou-se pela filha do carcereiro que o visitava regularmente, a quem terá deixado um bilhete assinando: «Do teu valentim» (em inglês, «from Valentim»), antes da sua execução, também em meados do século III..


Nesta lenda, a conotação do dia e do amor que ele representa não se relaciona tanto com a paixão, mas mais com o «amor cristão» uma vez que ele foi executado e feito mártir pela sua recusa em rejeitar a sua religião.


.Este apontamento dá para nos apercebermos porque é que se chama assim ao dia de hoje. Todavia, sempre se namorou e bem, sem quaisquer santos a marcarem-nos datas nem pontos de encontro, pois isso pertence ao livre arbítrio dos seres humanos.

.Começámos por pretender insinuar (acusar), que estão servindo-se dos vossos sentimentos para facturarem em nome de Cupido!

.Se namoram é porque já são pessoas crescidas e troquem as prendas que acharem por bem oferecer, mas pelo prazer do dar e do receber.

O mais importante é que tirem o domingo para celebrar, ou tomar a iniciativa daquela declaração especial, que só um homem e uma mulher é que reunem as faculdades naturais na perspectiva da continuação da espécie humana (...)

2010-02-12

« TROVA de LÁGRIMAS SANGRENTAS... »




Lágrimas de Portugal
.
*
Meu país
De aguarelas infantis
Sorrindo de espera e ansiedade
Esquecei o tédio e a angústia
respirai paz e liberdade
Meu país
De cantares impacientes
Fluindo na memória da saudade
Prolongai a ardência da rima
Numa carícia de liberdade
Meu país
De homens caídos na luta
Ignorados da Morte pela verdade
Desprendei a voz presente - ausente
Num breve canto de liberdade
Meu país
De operários e camponeses
Ambulantes de glória e dignidade
Sinfonia de foices martelos e enxadas
A desbravar liberdade
Meu povo... minha gente... minha vida
Meu poema de rima - feliz
Nada somos nada sou
Quando
As lágrimas sangram no meu país
.
*
Aí temos... o Carnaval !...
Brincai ! ... ninguém leva a mal
(...)
mas... não esqueçais que, entretanto,
Portugal
CHORA
.
*
Legenda:
Imagens: in internet
Poema: da gaveta do Alfobre

« FILHOS SEM MÃE...! »

*
(...) NO CASO DE NÃO SER FILHO DA MÃE...
.







É FILHO NATURAL DA MÃE TERRA


[Aditamento ao post anterior]



« FILHO da MÃE (...) sem Retrato! »




Abortado... e enterrado, sobreviveu até ser descoberto por um cão. Esta pessoa, mãe porque fisiologicamente pariu, não é um animal, pois isso seria ofensa ao maravilhoso cachorro que descobriu o paradeiro do filho que condenou à morte por sufocação.


Cada dia que passa me surpreendo mais com o ser humano! Como é que alguém pode ter iniciativa para praticar um acto tão monstruoso com o seu próprio filho?


Como entender..., imaginar... o que quer que seja, na cabeça de uma mulher que assim procede:


Lucinda Ferreira Guimarães [nome suposto], de 40 anos de idade, será indiciada por tentativa de homicídio, sob a acusação de dar à luz e enterrar vivo um menino recém-nascido, num terreno baldio.


Segundo informações, a criança só sobreviveu por estar enterrada de pé, tendo o cão cavado um pouco a terra ao redor da sua cabeça, deixando-a descoberta, e por causa do calor do solo que manteve a temperatura corporal.














A Polícia foi requisitada pela população através de denúncia anónima, para tomarem conta de ocorrência de abandono de criança enterrada num matagal.


De acordo com as primeiras averiguações, uma mulher teria sido vista no regresso a casa, ao entardecer, com as roupas manchadas de sangue, o que chamou a atenção de vizinhos que observaram os movimentos da suspeita que, sabiam, estar grávida até então.











Para surpresa da vizinhança local, depois de um busca nas proximidades, encontraram na toca de um animal do mato, um recém-nascido que estava coberto de bichos e moscas.


Passavam 24 horas depois do eventual aborto, e os vizinhos decidiram chamar a Polícia, pois achavam que o recém-nascido não estaria vivo.












Ao chegarem, os Agentes de Polícia perceberam que o bébé estava vivo, e tiraram os restos de terra da boca e imediatamente o encaminharam ao Hospital.


No local, uma Brigada de Polícia levantou um Auto, procedeu a diligências e a investigação levou-os a detectarem a mãe da criança num Bar, nos arredores do local do macabro achado, e deu voz de prisão à alegadamente suspeita.








A mãe, na Esquadra de Polícia e até ao momento, não pode ser ouvida sobre os motivos que a levaram a cometer tal atrocidade, pelo "estado de choque" em que se encontra.


O recém nascido será observado nos próximos dias no Hospital e, possivelmente, não ficará sob os cuidados da mãe.


É um menino, e nasceu de oito meses.






Lucinda é mãe de quatro filhos e esta, era a 5ª gravidez. Estava casada pela segunda vez, e o filho não era deste último marido



Nos tempos que correm, até para ter uma [boa] mãe...



é preciso ter sorte...!