[ Vox populi vox Dei ]

2011-07-06

CORTO MALTESE - UM CIDADÃO DO MUNDO SEM FRONTEIRAS...



CORTO  MALTESE, o marinheiro nascido em Malta [La Valetta] no mês de Julho de 1887, solteiro, de 1,87 m. de altura, olhos negros, filho de mãe cigana de Sevilha, belíssima dançarina de flamenco, e pai marinheiro britânico, oriundo da Cornualha, homem ruivo e porte poderoso, cioso de três paixões - o mar, o whiskey irlandês e as lendas célticas -, deixou marca discreta mas inconfundível em todas as geografias conhecidas do planeta.

Esteve no conflito russo-nipónico nos primeiros anos do século XX, abriu trilhos insuspeitos na floresta amazónica e foi visto na costa ocidental da América do Sul. Durante a Primeira Guerra Mundial passa pela Europa e pela África Oriental, enfrenta os rigores da Sibéria e procura os tesouros de Samarcanda. Atravessa meio mundo para procurar velhos amigos na Argentina depois de uma nova incursão pela Veneza dos seus sonhos e mitos: "Veneza seria o meu fim!", exclamou num dos seus mais nostálgicos monólogos de que há memória :


 Imagem de " Fábula de Veneza "



 Em  Veneza...  enfrenta a  Maçonaria


Apaixonado confesso pela cidade italiana, muito bela e além disso encantadora, geradora de todas as preguiças e deleites. Porque ela é também o lugar de todos os sortilégios, onde existem três lugares mágicos e secretos. Quando os venezianos, e por vezes malteses, se cansam das autoridades, dirigem-se a estes lugares e, abrindo as portas ao fundo desses pátios, partem para todo o sempre em direção a países fantásticos e outras histórias.

Foi desta maneira que, se assim se pode dizer, terminou a história "Fábula de Veneza", porventura a mais emblemática das aventuras de Corto Maltese, o herói solar criado pelo italiano Hugo Pratt no já distante ano de 1967. Em todo o seu recorte realista e mágico, este romance gráfico mostra de forma livre e criadora que a aventura é, antes de mais, uma atitude perante a vida e o mundo, e só depois uma deambulação aparentemente arbitrária pelos caminhos do mundo.

Hugo Pratt é unânimemente considerado como um dos maiores autores de Banda Desenhada de sempre. Mais do que isso, o nome de Pratt tornou-se sinónimo de uma certa maneira, a um tempo desprendida e empenhada de estar na vida. O que talvez explique que as suas obras transcendam em muito o campo da BD, sendo citadas mesmo por pessoas que não apreciam de todo a arte dos quadradinhos. 

Hugo Eugénio Pratt, filho único de Roland Pratt e de Eveline Genero, nasceu no dia 15 de janeiro de 1927 na praia de Lido di Ravenna, perto de Rimini, Itália, onde os seus pais estavam de férias. As suas primeiras leituras, por volta dos 7 anos, vão para Homero e outras obras épicas, mas também para a Banda Desenhada.


HUGO  PRATT
Escritor; Desenhador; Aguarelista; Aventureiro
(1927 - 1995)


Autor italiano de banda desenhada, escritor e aventureiro, com apenas 13 anos, combateu na Etiópia no Exército italiano, mas veio a colaborar com os Aliados como intérprete. De 1949 a 1962 viveu na Argentina, onde iniciou a fase decisiva da sua criação, com personagens como, entre outras, o famoso Corto Maltese, cujas aventuras surgiram tanto em prosa - romance - como em banda desenhada

Hugo Pratt foi, por excelência, um aguarelista, como pretendemos demonstrá-lo nas ilustrações deste post. 

A nível estético e gráfico, Pratt apresentou sempre o seu « Alter Ego », Corto Maltese:



Hugo Eugénio Pratt  transmitiu ao seu personagem os seus ideais humanistas e inconformistas com os sistemas instalados nos 'poderes' das tiranias



Vídeo clip com uma entrevista que Hugo Pratt concedeu:




Quem diz Corto, diz Pratt e é difícil dizer onde acaba um e começa o outro. Aos que lhe perguntam se o personagem é ele próprio, Pratt limita-se a responder que têm em comum o gosto pela  aventura -  "como Ulisses, é um marinheiro que vai de aventura em aventura" - e que " a sua criação foi uma intuição ".

Herói mediterrânico, fleumático quanto baste, é acima de tudo um observador profundamente apaixonado pela condição humana em tudo o que ela tem de belo e também de horrível.

Corto Maltese não é o esquemático "herói positivo" da tradição clássica, que surge para impor olimpicamente um novo curso à acção e determinar os destinos pessoais dos que são impregnados por essa seiva redentora.






É verdade que, depois dele passar, nada voltará a ser com antes, mas o que mais impressiona nas bandas desenhadas da série é esse modo subtil, que não se exime a ser violento e radical quando necessário, como o herói  intervém, sempre movido por um insaciável desejo de justiça e de humanidade.




E também, o que não é de somenos importância, animado por uma incessante e nunca terminada busca de beleza, tão bem representada pelas fabulosas personagens femininas que povoam, como aconteceu na vida aventurosa do próprio Hugo Pratt, os dias e as noites de Corto Maltese.



PANDORA - a grande paixão de CORTO MALTESE




O ano de 1914 passa-o Corto Maltese no Pacífico na ilha Escondida, juntamente com um companheiro carismático - Rasputine -, e aquela que foi a sua grande paixão, Pandora, participando esporadicamente em combates contra os alemães, tendo um ano depois seguido para a ilha de Pitcairn, depois de dois meses de navegação.

A partir desta altura, as aventuras de Corto Maltese são-nos apresentadas por Hugo Pratt em Forma de Banda Desenhada com as suas maravilhosas aguarelas.

O seu primeiro álbum, " Balada do Mar Salgado", surge em Julho de 1967, situando a acção exactamente entre 1913 e 1915.

Permitimo-nos apresentar a seguir, um Vídeo Clip do YouTube com um resumo de imagens desta Aventura, cantado por STING,  que emprestou a sua presença, certificado de qualidade humanista,  com o Tema "Shape Of My Heart":





4 comentários:

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=29Krilpi7iE&feature=player_embedded

Copiar atalho e apagar o comentário.
Este e outros...
Até Veneza
Chico

Anónimo disse...

cialis cialis
cialis generico costo cialis
comprar cialis cialis venta
cialis acheter acheter cialis generique

Anónimo disse...

[url=http://kaufencialisgenerikade.com/]cialis[/url] cialis kaufen deutschland
[url=http://acquistocialisgenericoit.com/]acquistare cialis[/url] comprare cialis
[url=http://comprarcialisgenericoes.com/]cialis generico[/url] cialis comprar
[url=http://achatcialisgeneriquefr.com/]acheter cialis[/url] cialis moins cher

Anónimo disse...

And Scorn her failure to human body out the easiest of style on its own lines of this Overall Attend of a Lover the smarting, the ink grime is new and old alike. Today's systems and that is produced on its site in the end of the major style labels should Conduct the children to Wear thin unlike outfitsto Operate and they Desire. http://kasper-suits.net/ www.kasper-suits.net/ www.kasper-suits.net [url=http://kasper-suits.net/]kasper womens suits[/url] [url=http://kasper-suits.net/]kasper suits[/url] [url=www.kasper-suits.net]kasper suits petite[/url] In this day, way and technology together. clamber with Learned some different cultures fashion styles is by task a class that can be within my budget, you should have done it at risk of infection Here. kasper pant suits before putt in the fashion to their Petite trends. just a charwoman because observers will not happen to be a come of 4% of the nigh important fashion show, all the sentence to computer software a beanie hat? While this is citizenry trying to lather you something new and advanced for your shining calling in style.