[ Vox populi vox Dei ]

2010-03-02

« A INTERNET e os CUSTOS no TELEMÓVEL ...»




.
ue/telecom
.
Operadores obrigados desde hoje, a oferecer "limite de corte" para custos de "roaming"
01 03 2010 12.27H
.
As operadoras de telemóveis europeias são obrigadas, desde hoje, a oferecer aos seus clientes a possibilidade de limitarem os custos com "roaming" com a Internet, estabelecendo um mecanismo de corte da ligação quando for atingido determinado valor.
.

Destak/Lusa destak@destak.pt
.

A medida, que entra hoje em vigor, estava contemplada no novo regulamento sobre os preços das chamadas, mensagens escritas (SMS) e de utilização de Internet no estrangeiro através de telemóvel e computadores portáteis, aprovado em junho do ano passado pelos 27 e pelo Parlamento Europeu, e que, segundo Bruxelas, visa evitar que os clientes sejam surpreendidos com "faturas chocantes".
.
Segundo as novas regras da itinerância ("roaming"), os operadores móveis são obrigados, a partir de hoje, a oferecer aos seus clientes, a título gratuito, um limite máximo mensal de 50 euros (podendo os clientes optar por outro valor), devendo informá-los quando for atingido 80 por cento desse limite, e "cortar" o acesso por "roaming" quando o valor for esgotado.
.
Até 01 de julho próximo, os clientes têm de optar por um valor para beneficiar deste novo mecanismo mas, a partir dessa data, mesmo aqueles que não tenham indicado qualquer preferência, terão o limite de corte de 50 euros mensais adotado por defeito.
.
Segundo o executivo comunitário, esta medida garante maior transparência e proteção dos consumidores, prevenindo problemas como o de um viajante alemão que, após fazer o "download" de um programa televisivo através de "roaming" em França, se viu confrontado com uma fatura de 46 mil euros
.
ASSUNTO: Divulgação - Serviço Público
Imagens: da net
.

4 comentários:

~~º~~ Leonor~~º~~ disse...

Meu amigo hoje só venho mesmo deixar um beijinho de luz, a luz que já vai faltando em mim pois estou a ficar um pouco deprimida, também com tantos acontecimentos não há como fugir.

Maga disse...

Ainda bem que neste País, esporádicamente, há quem faça coisas deste tipo...
Convenhamos, ainda há esperança!
Um abraço

O Puma disse...

Boa malha

Luisa Moreira disse...

Sempre oportuno, César.

Um blog também serve para informar! Parabéns.

Abraços
Luisa