[ Vox populi vox Dei ]

2010-03-30

CONSELHO de CONFÚCIO para GOVERNAR

CONFÚCIO, Filósofo e Pensador Chinês
(551 AC - 479AC)
*

Templo de Confúcio
*
Uma Obra sobre o pensamento do Mestre


*

.
Perguntaram certa vez a Confúcio o que faria em primeiro lugar se tivesse que administrar um país.
.
- Seria evidentemente corrigir a linguagem - respondeu ele.
.
Os interlocutores ficaram surpreendidos, e indagaram porquê.

.Foi a seguinte a resposta do Mestre:
.
- Se a linguagem não for correcta, o que se diz não é o que se pretende dizer; se o que se diz não é o que se pretende dizer, o que deve ser feito deixa de ser feito; se o que deve ser feito deixa de ser feito, a moral e as artes decaem; se a moral e as artes decaem, a Justiça desbarata-se; se a Justiça se desbarata, as pessoas ficam entregues ao desamparo e à confusão.
.
Não pode, portanto, haver arbitrariedade no que se diz. É isso que importa, acima de tudo.


-- + --


Pouco se sabe acerca de Confúcio (Kung-fu-tzu). O sábio terá nascido em 551 AC., no antigo principado de Lu, na moderna Xantum, descendente do clã dos Kong. Sabe-se que a família era de origem nobre, mas por circunstâncias desconhecidas a sua família era bastante humilde. Nessa época o regime imperial entrava em decadência.

Conhecido como um jovem educado, cortês e justo. Viajou muito e estudou durante vários anos na capital imperial de Zhou, onde teve oportunidade de conhecer Lao Zi, o fundador do Daoísmo.

Casou-se aos 19 anos e ainda jovem, entrou para a administração estatal de Lu, alcançando o cargo de ministro da justiça. Deixou o cargo por não concordar com algumas das práticas, pois estava cansado das intrigas da Corte. Confúcio troca a vida política pelo ensino, tornou-se famoso como professor. Com a idade de 35 anos, viu a sua carreira de professor interrompida por uma prolongada e sangrenta guerra, conduzida pelo Duque Chao do estado de Lu. Terá sido durante esse período que Confúcio foi chamado a exercer funções políticas, por um breve período, como conselheiro político do Duque Chao.

Confúcio começou a divulgar seus ensinamentos com a idade de 50 anos. Empreendeu longas viagens. Viajando e conversando, atraiu muitos discípulos, impressionados com sua sabedoria e a elevação de seu caráter. Suas idéias expandiram-se pelo país e logo por toda a China. Durante as suas viagens é preso e vê-se envolvido em lutas de senhores da guerra rivais. Viajou mais de dez anos por vários estados da China Imperial, servindo como conselheiro político. Após longa peregrinação, aos 69 anos, Confúcio retornou a sua terra natal, Lu, passando o resto dos seus dias a ensinar e a escrever.

A partir da dinastia Han (206 a.C. - 220 d.C.), diversos governantes passaram a se inspirar nas idéias de Confúcio, para a organização da sociedade. O filósofo, porém, não deixou uma obra escrita sua: através de seus discípulos suas meditações foram recolhidas.

Durante a dinastia Han foram compilados os chamados clássicos de Confúcio. Entre eles estão vários livros importantes da tradição cultural da China, como o "I-King" ou "I-Ching", "O Livro das Mutações", o "Chu-King", "O Cânone da História", o "Chi-King", "O Livro das Canções" e o "Li-King", "O Livro dos Rituais".

O Templo de Confúcio, na cidade de Qufu, actual província de Xantung, tornou-se, através dos séculos, local de veneração. Sua filosofia ainda exerce imensa influência sobre o pensamento e a mentalidade chinesa nos dias de hoje. Confúcio é, ainda hoje, o mais influente filósofo chinês. Os adeptos de Confúcio estão espalhados por Taiwan, Japão, Singapura, Coreia do Sul, Malásia e República Popular da China. Estima-se em mais de 400 milhões o número dos seus seguidores.

Nasceu em 551 A.C. e terá morrido em 479 A.C. Viveu, portanto, 72 anos

4 comentários:

Graça Pereira disse...

E o Mestre Confúcio tinha razão: a linguagem mal colocada , dá azo não só a confusões como a interpretações erradas completamente lonjíquas do pensamento primitivo... e depois desembrulhar a meada ?? É complicado e nem sempre possível!
Uma Santa Páscoa e um abraço
Graça

Maga disse...

Só aqui venho numa corrida, muito depressa, deixar um ovinho de chocolate com votos de uma Páscoa cheia de coisas boas, como a paz, a saúde, a felicidade e a amizade.
Boa Páscoa!
Maga

Luisa disse...

César,

Ora aqui está um grande Mestre! Deixou a política por não estar de acordo com algumas práticas, os comportamentos de hoje faziam-no corar.

Deixo-lhe aqui uma frase do pensador:

O silêncio é um amigo que nunca trai.

Maga disse...

César esqueci de lhe dizer que respondi no meu blog ao seu simpático comentário
Um abraço
Maga