[ Vox populi vox Dei ]

2010-02-15

CARNAVAL... ENTRUDO & FOLIÕES...




.Muita gente pensa que o Carnaval é uma festa típica do Brasil. Mas, toda essa farra existe desde a Antiguidade, e vem de muito longe.
.O Carnaval originário tem início nos cultos agrários da Grécia, de 605 a 527 A.C. e com o surgimento da agricultura, os homens passaram a comemorar a fertilidade e a produtividade do solo.
O Carnaval Pagão começa quando Pisistráto oficializa o culto a Dioníso na Grécia, no século VII A.C. e, termina, quando a Igreja Católica adopta a festa.
.
O primeiro foco de concentração carnavalesca localizava-se no Egipto. A festa era nada mais que dança e cantoria em volta de fogueiras. Os foliões usavam máscaras e disfarces, simbolizando a inexistência de classes sociais. Depois, a tradição espalhou-se pela Grécia e Roma, entre o século VII A.C. e VI D.C.
.
A separação da sociedade em classes, fazia com que houvesse a necessidade de válvulas de escape. É nessa época que o sexo e as bebidas se tornam presentes na festa.
.
Em seguida, o Carnaval chega a Veneza para, então, se espalhar pelo mundo. Diz-se que foi lá que a festa tomou as características actuais: máscaras, fantasias, carros alegóricos, desfiles... e, toda a 'parafrenália' de que se tem conhecimento.
.
O Carnaval Cristão passa a existir quando a Igreja Católica oficializa a festa, em 590 D.C.. Antes, a instituição condenava a festa pelo seu carácter “pecaminoso”. No entanto, as autoridades eclesiásticas da época, viram-se num beco sem saída. Não era mais possível proibir o Carnaval. Foi então que, houve a imposição de cerimónias oficiais sérias, para conter a libertinagem. Mas esse tipo de festa, confrontava-se com a principal característica do Carnaval: o riso, a brincadeira... e muito mais, que leva ainda a dizerem: “é Carnaval,... ninguém leva a mal!”.
.
O Carnaval brasileiro surge em 1723, com a chegada de portugueses das Ilhas da Madeira, Açores e Cabo Verde. Era chamado Entrudo, e a principal diversão dos foliões era atirar água uns aos outros. O primeiro registo de baile, data de 1840.
.
Em 1855 surgiram os primeiros grandes clubes carnavalescos, precursores das actuais escolas de samba. No início do século XX, já havia diversos cordões e blocos que desfilavam pela cidade durante o Carnaval. A febre estava instalada, e o frenesim nunca mais parou de crescer!
.
A primeira escola de samba foi fundada em 1928 no bairro do Estácio, e chamava-se” Deixa Falar”.
.
A partir de então, outras foram surgindo até chegarmos à grande festa a que hoje se assiste, de repercussão internacional.
*
A GÉNESE DO CARNAVAL

.

Foi lá na velhinha Grécia

Que nasceu o ideal

Para a festa dos Carrus Navalis

De raiz bem popular

Só o nome vem mudar

Para apenas se chamar

Simplesmente Carnaval.

.

Nasceu de um povo pagão

Onde a cultura é riqueza

E como religião seguia com devoção

A própria mãe Natureza.

.

Os barcos que têm rodas

Enfeitados com muita cor

Nas costas do mar da Grécia

Um povo com fé e esplendor

Anunciava a Primavera

Como renascer da vida

O regresso do arvoredo em flor

E a procriação das aves

Nos ninhos do seu amor.

.

Foi gente de arte com beleza

De cultura sem precedentes

De onde vem a chama acesa

Para unir os outros povos

De todos os continentes.

.

A chama que vem acesa

Como símbolo da Paz

Passando de mão em mão

Só esta Grécia velhinha

Nos oferece esta lição.











.Legenda:
Imagens: Seleccionadas na net
Texto: Elementos pessoais, c/o
apoio da Biblioteca da S.H.I.P. (Soc.
Histórica - de que o autor do blog é Sócio)
Poema: O autor do blog mascarou-se (1ª vez)
e..., escolheu a 'fantasia' de Poeta.


12 comentários:

José disse...

César,
Mais uma vez aprendi qualquer coisa por aqui,não sabia bem a origem do Carnaval. Embora seja uma festa que eu não gosto muito, mas nada tenho contra aqueles que gostam.
Parabéns pelo poema,
Um abraço,
José.

Zé Manel disse...

Já agora, podem ver o carnaval de Podence, nordeste transmomtano. aqui:http://caretosdepodence.no.sapo.pt/tradicao.html
Mais uma curiosidade.

Luisa Moreira disse...

César,

Desconhecia a origem do carnaval, obrigada por me dar a saber. Não gosto particularmente de carnaval, mas não desgostava de viver um, numa aldeia transmontana.

Abraços
Luisa

Zoe disse...

obrigada pela história do carnaval.
as serpentinas são bem giras!
o carnaval, como o fim de ano ou os santos populares tornaram-se pretextos para o pessoal se encontrar e beber uns copos.
abraço
zoe

Silvana Nunes .'. disse...

Bom dia, César.
O carnaval daí de Portugal ocorre nos mesmos dias do nosso ?

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Austeriana disse...

Podem chamar-me enjoadinha à vontade, mas confesso: detesto o carnaval das bombinhas; dos ovos podres; das marteladas na cabeça; da farinha...

Gostei muito do post e do colorido com que o envolveu. Há, de facto, uma tradição bonita, divertida e crítica bem interessantes no Carnaval, que pouco tem que ver com o que nos é dado ver do Brasil.
Agrada-me, sobretudo, da ideia de renovação e de aproximação da Primavera que estes festejos anunciam!
Bom Carnaval!

César Ramos disse...

Silvana Nunes,

Li noutros blogs que teve problemas com 'avarias' do Google; c/o seu regresso, vejo c/agrado que tudo acabou em bem! Também notei a sua preocupação pelo desaparecimento da sua imagem "Avatar"! Não lhe desse isso cuidado, pois por mim, mantive-me preso na leitura dos seus lindos e interessantes blogs.

Compreendo a pergunta que aqui colocou.

Não se podem conhecer os usos e costumes de todas as "terras" do planeta, pese embora Portugal e Brasil se entenderem como países irmãos.

Fiz dois posts seguidos: um sobre o Dia dos Namorados, dia 14 passado e, logo de seguida, outro sobre o Carnaval!

Para quem não vive em Portugal e tem o dia dos Namorados noutra data diferente, tal poderá suscitar confusão!

Passo a pormenorizar:

Em Portugal, como no Brasil, as datas do Carnaval coincidem.

O dia de Carnaval, sempre à terça-feira,, é feriado facultativo, sendo rara a sua não utilização na prática.

Ao ser adoptado pela Igreja Católica, é uma festa com data móvel que é marcada no período de 40 dias antes da Semana Santa (Quaresma), ou 47 dias antes da Páscoa, que ocorre no 1ºdomingo após a 1ª lua cheia que se verificar a partir do equinócio da primavera (no hemisfério norte), ou do equinócio do outono (no hemisfério sul)[fixado pelo Concílio de Nicea (325 D.C.)].

Todos os feriados religiosos são calculados em função da Páscoa, com excepção do Natal.

O Dia da Ascensão, numa quinta-feira, 39 dias depois. O domingo de Pentecostes, 49 dias depois. O Corpo de Deus, numa quinta-feira, 60 dias depois.
Os anos múltiplos de 100 não são bissextos, excepto se forem também múltiplos de 400.

Há um cálculo para isto; é um método que foi criado pelo matemático Gauss (1777-1855).

No caso do Carnaval, temos, portanto, coincidência das datas, até pelas características religiosas - Catolicismo - dos dois países.

Como aparte académico, vou deixar informação a quem interessar, que o Dia dos Namorados no Brasil celebra-se a 12 de Junho, não só para não coincidir com o Carnaval deixando-lhe o 'exclusivo' de Fevereiro, como também estratégia de interesse comercial, não esquecendo que é véspera de Santo António.

No meio de toda esta complicação, sugiro que se consulte um calendário, pois os cálculos são entediantes!!

Silvana,
Se não me responder nesta coluna de comentários, se me permitir deixarei a informação num dos seus blogues, aquando a minha próxima visita.

Até sempre, e Obrigado!

César Ramos

Sonia Schmorantz disse...

Excelente matéria sobre o carnaval.
Um abraço e uma ótima semana

O anónimo do outro dia disse...

Com que então já não se pode brincar ao Carnaval...
Caramba, fiz um comentário jocoso, sim.
Disse que em Portugal o Carnaval era no Natal e vice-versa.
Ah, pois, a seguir, imitei um zurrar de burro... algo que os vossos (meus não são!!!) "irmãos" brasileiros dizem a cada minuto dos seus "irmãos" portugueses.
Só quem nunca foi ao Brasil é que não sebe que para o brasileiro, português é sinónimo de burro!!!
Mas era Carnaval.
Diz-se que no Carnaval, ninguém leva a mal.
Excepto o administrador do blogue!!!

Landcaster disse...

carissimo...material muito bom o que posta aqui...tambem estou montando um blog voltado a poesia.

Forte abraço!

relogio.de.corda disse...

Gostei de ler. Imaginava que o carnaval tinha nascido em Veneza. Afinal, os gregos estão metidos nisto!
Pergunto-me se estes terão motivos para festejar o carnaval com a troika, a Angela e o Sarkozy à perna...