[ Vox populi vox Dei ]

2010-01-16

A MORTE COMANDA O HAITI...

Um país ruiu e agora é uma imensa vala comum
.
Sobrevivente espera que a resgatem
do amontoado de pedras e pó
em Port-au-Prince




.
Sismo no Haiti



.Um sismo de magnitude 7.0 na escala de Richter atingiu o Haiti a 12 de Janeiro. Trinta segundos bastaram para destruir quase totalmente a capital Port-au-Prince. A maioria dos edifícios ficou destruída, desde o palácio presidencial a hospitais e prisões. A Cruz Vermelha Internacional estima que três milhões de haitianos tenham sido afectados. O Governo do Haiti calcula que tenham morrido 100 mil pessoas.




.>o<.
.
A seguir, para ajudar na amplificação dos apelos das instituições de solidariedade, transcrevemos integralmente o texto publicado pelo blogue:



. http://www.lobadasestepes.blogspot.com/







« Por Haiti :

A ajuda humanitária começou a chegar ao Haiti e com ela muitas ONGs e não só que solicitam apoio financeiro. AMI, Cruz Vermelha, Caritas.

.
Hoje [14.01.10] recebi dois nibs que passo a divulgar:

.«Cáritas Ajuda Haiti NIB 003506970063000753053».

«A UNICEF Portugal lançou um apelo de recolha de fundos para a ajuda humanitária para as crianças e suas famílias afectadas pelo sismo no Haiti.

.Os donativos podem ser efectuados:
Em
www.unicef.pt
.
Nas Caixas Multibanco:
.
Menu “Transferências”, Seleccionar “Ser Solidário”, Optar por “UNICEF”

.
(Para obter o comprovativo do donativo, válido para efeitos fiscais, seleccionar a opção “Factura” e introduzir o Número de Contribuinte).

.
Por Cheque endereçado ao
Comité Português para a UNICEF
Av. António Augusto de Aguiar, 56 – 3º Esq.
1069-115 Lisboa

.
Por depósito ou transferência bancária para a
.
Conta na Caixa Geral de Depósitos:

.
NIB 0035 0097 000 1996 1303 1»






.
Parecer do Alfobre:

- A ajuda internacional está a chegar ao Haiti. Nas próximas acções, a prioridade é resgatar sobreviventes dos escombros e atender à população cuidados de saúde, mantimentos e abrigo.

.
A Ilha está transformada num imenso cemitério resumido a uma vala comum de milhares de mortos, resultando a necessidade imperiosa de sepultar cadáveres como prioridade sanitária.
.
Quase todos os anos, desde o início do Século XX, o Haiti é assolado por um desastre natural! Já registou cerca de cem ciclones, tempestades tropicais, inundações e deslizamentos...
.
Este sismo, é considerado o pior dos últimos dois séculos e destruiu o processo de reconstrução da ilha, que tem sido sacudida por constantes tragédias.

.
Como no tempo do português Marquês de Pombal, ainda só Sebastião Carvalho e Melo na hora do drama do nosso terramoto de 1755, há que adoptar a frase decisória - muito embora apócrifa - do 3º Marquês de Alorna, General Pedro d'Almeida:

.«SEPULTAR OS MORTOS, CUIDAR DOS VIVOS E FECHAR OS PORTOS»!


.-Sepultar os mortos, porque não adianta ficar reclamando e chorando o passado.
.
-Cuidar dos vivos significa pois, enterrar o passado, para se poder acautelar o presente.Cuidar de quem ficou vivo; cuidar do e de quem sobrou.
.
- Fechar os portos é concentrar-se na reconstrução, no novo..., prevenir-se o futuro.







.OBS:
Pedido de ajuda humanitária in:
- blog, Loba das Estepes
-Fotos: selecção na Net
-Outros textos: Alfobre


6 comentários:

Zoe disse...

César
como refere o mail da unicef, se cada português der 1 euro, são 10 milhões de euros.
é preferível dar do que ficar sentado no sofá a dizer: ai coitadinhos.e, sobretudo lembrarmo-nos que nos pode acontecer a nós.
abraço
zoe

Guto disse...

Concordo plenamente com Zoe, nesses casos não adianta ficar simplesmente sentados no sofá dizendo, "coitadinhos" e se sentido uma boa pessoa por isso. Acho que ação de cada um de nós possa fazer a diferença pra eles. É muito triste.

Luisa Moreira disse...

César,

Há que cuidar dos vivos, para que possam refazer as suas vidas, e (re)construir o país a todos os níveis.
Port-au-Prince caiu, como se fosse um cenário de um filme.
Há que ser solidário!

Abraços
Luisa

Cris disse...

Es importante y vital la ayuda del mundo entero en estos momentos dramáticos que atraviesa el sufrido pueblo haitiano, el más pobre del hemisferio. Lamentablemente fue la naturaleza la que se ensañó esta vez con ellos y logró lo que los intrusos, los malos gobernantes, la injusticia y la miseria disfrazada de cualquier forma no logró en todos estos años: que el mundo posara su mirada sobre Haití.
Un abrazo.

Silvana Nunes .'. disse...

Realmente uma coisa horrivel e o ano começou com esta péssima energia.
Saudações Florestais !
http://www.silnunesprof.blogspot.com

Maga disse...

Amigo César, não vou comentar o sismo, todos os possíveis comentários já foram feitos e comentados...
Vim agradecer sua visita e dizer-lhe que respondi mais detalhadamente no meu blog
Um abraço com um bem-haja1