[ Vox populi vox Dei ]

2009-09-03

PRÉDIO ONDE PESSOA VIVEU ATÉ À TRANSIÇÃO


Rua Coelho da Rocha, 16 - primeiro andar, Lisboa. Desde 1920 até ao ano do seu passamento.
Esta publicação de imagem/texto no blogue, faz parte de outra experiência realizada, para, através do telemóvel, editar/publicar algo que sinta urgência de dar à 'estampa',.... encontrando-me longe da 'operacionalidade' das minhas ferramentas de escrita e, às simples ideias ou ímpetos que ocorrem num momento.
Serei algo de intuitivo, como disse " T " do Blog Dias que Voam..., e tem razão!... afastado do computador, quis 'apresentar' serviço e como a necessidade é mestra de engenhos, reeinventei
o que toda a gente sabe,... e eu desconhecia!... assim, despachei esta matéria p/blog, via "télélé" (...)
Há um "porteiro metálico" - placa informativa - plantado à porta deste prédio que foi a última habitação para 'vivos' daquele 'meu' poeta que, desde os estudos de literatura elegi mentor e guia do pensamento literário e filosófico.
Muito antes de PESSOA estar na Moda!
Passo a transcrever as palavras gravadas na citada placa informativa:
«CASA FERNANDO PESSOA
inaugurada em 1993, a Casa Fernando Pessoa está instalada na última morada onde residiu aquele que é considerado o maior poeta português do século XX. O restauro e adaptação do prédio foi da responsabilidade da arquitecta italiana Daniela Ermono e da engenheira Paula Nobre, sendo que esta casa-museu tem em lugar de destaque uma biblioteca com as obras do poeta e os livros lidos por ele.»
Segue-se a tradução em inglês, língua internacional e também o idioma que Fernando Pessoa ombreou em poesia, com e na fala de Shakespeare,... como se em português escrevesse (...)
Não aprecio a fachada do edifício. Compreendo que se fez um esforço para dignificar o Homem,...
aplicando materiais sofisticados mas, tiraram-lhe o 'élan' original! Perdeu 'personalidade'! Ficou com 'cara' de jazigo ... Panteão de 'tábua de engomar'... onde os ocupantes estão ... na horizontal!
E ele,... que tinha por costume escrever sobre o tampo de uma cómoda,
na posição... de pé!...

Sem comentários: