[ Vox populi vox Dei ]

2009-06-23

O MACHADO DO TEMPO



Que raio de Título, que raio de Imagem, que raio de Tema. Temos três 'objectos' vísiveis [uma pedra, uma nota e uma moeda] e o quarto elemento que se pretende presente, não se vê!... a ideia era este post apresentar algo "Quadridimensional"!

Não se vê, porque esse elemento invisível é volátil e gasta-se, perde-se, aproveita-se, gere-se, mas não se produz! só é 'nosso' por momentos escassos, mas nunca nos pertenceu ... é o "senhor" TEMPO que 'figura' retratado na fotografia sem se vêr, mas que está lá ao lado dos seus 'procuradores': "Não dizem que o tempo é dinheiro? e não está lá dinheiro? está! e então,... que dinheiro!... Logo, o Dólar, e o Euro!...

Para não gastarmos "espaço", pois aqui não conta dinheiro nem tempo, apenas
capacidade [cubicagem] de paciência, no início do texto ao escrever por 3 vezes a palavra «raio», era o 'mote' ou a 'deixa' para o escritor Mário de Carvalho que tem sobre a sua secretária um machado pré-histórico [com 10.000 anos] - Neolítico - a que a crença popular chamava "pedras do raio", pois acreditavam que eram pedras 'trabalhadas' pela acção dos raios das trovoadas.

Já aqui [no BLOG] foram proferidas várias considerações e se calhar desconsiderações, sobre a maneira como ele viveu a juventude e eu a vida, cada um
na sua, em conformidade com as convicções de antes, durante e amanhã... cada um renovando-se no saudável Exercício da Autocrítica!...

Na altura do nosso "encontro", através da leitura de um hebdomadário, só discordei do nosso Escritor por não gostar das 'sebentas' de apontamentos de Hemingway - as Moleskines - e preferir o equivalente em caderninhos chineses que são conhecidos por Gao Ji Ji Shi.

Sou algo de 'mata-piolhos' e gosto de algum rigor. Pensava que tinha 'empatado' por também ter sobre a minha secretária um machado pré-histórico com 10.000 anos! porém, pesquisando bem, a 'arma' de Mário de Carvalho é do período Neolítico e, o meu machado, acima visualizado, é do Paleolítico, portanto milhares de anos mais antigo.

Enquanto um pertence à "época avançada" da «Pedra Polida», o meu foi "lascado" bem no tempo denominado por: «Idade da Pedra Lascada»!

O tempo que os separa, e tudo o que se passou entretanto [e mais tarde], é "demolidor" de todos os conceitos que hoje temos de que somos importantes, donos do planeta, com todos os direitos e, pior,... acima de quem quer que seja!(...)

Mário de Carvalho tem razão quando diz que nestes machados temos uma afirmação de humanidade, que a nossa passagem pela Terra é uma coisa breve e contingente, e que existimos porque aquelas gentes [artífices dos machados] defrontaram-se com a natureza e conseguiram sobreviver com estes objectos,... para cortar e esmagar alimentos,... para a caça... e a defesa! [quiçá, a guerra!]...

Diz, e eu aprendi a sentir isso, que quando se tem o machado na mão, não se consegue deixar de pensar por onde terá andado, de que mãos terá saído, se calhar matou gente...

Recebeu o machado de presente das mãos de um tio que lhe 'passou' a 'crença' da "pedra do raio"...

Recebi o machado de presente das mãos de um Arqueólogo amigo, para fazer 'jus' ao meu 'jeito' de 'troglodita', e à circunstância de ter sido proprietário expropriado pelo Estado de um terreno na Serra do Caramulo onde se situa a Anta, ou Dólmen, denominada "Pedra d'Arca", conforme já o referi em post anterior neste Blog:

[ANTA OU DÓLMEN DA PEDRA D'ARCA - de Abril p.p.]

O machado do Dr.Mário de Carvalho, tal como o meu, continuará tranquilamente sobre a secretária, qual 'pesa-papéis' Esotérico, pacífico e cansado de guerras,... como a «Mãe Coragem» [quem lembra este livro?!...]

Parece que nem toda a gente tem em casa um machado Neolítico, disse-o na entrevista!
Concordo!... e Paleolítico,... também não ...

No começo disse que o Tempo é Dinheiro! e é muito mais do que isso... é a quarta dimensão... a dimensão espacial... muito embora haja o conceito de que a verdadeira dimensão do tempo não é a 4ª,... mas a 5ª dimensão!

Porquê 'Quadridimensional'? - a Pedra, o Dólar, o Euro... e o Tempo! Embora apenas se vejam três 'presenças', a quarta, lá está: é volátil!

Será melhor não 'puxar' muito pela Física, pois o "Viandante dos Tempos", o machado da Idade da Pedra Lascada da fotografia, está acompanhado de outras duas 'Figuras' que se pretendem poderosas, sólidas, mas 'estremecem-lhes' as forças junto de uma testemunha do nascimento do Planeta!

O machado de certeza que também combateu em Guerras de interesses... só que as "moedas" agora companheiras de 'casting', desconhecem as paridades de antanho (...)

O machado é pedra, e dizem`
que tanto o DOLAR como o EURO
estão de pedra e cal ...
ASSIM SEJA!

1 comentário:

Engels disse...

... agarrados às Causas capitalistas, se não aprenderam com a História, aprendam com o tempo.
Correcto e afirmativo!
alerta em registo.