[ Vox populi vox Dei ]

2009-06-11

ISSF - PISTOLA LIVRE : 50 Metros


video

Estamos na presença do Símbolo Internacional [I.S.S.F.]- International Shooting Sport Federation -, ex-UIT (União Internacional de Tiro) que abandonou esta 'sigla' por ter um determinado 'cheiro' "Sindicalista", na vez do 'aroma' da pólvora.

Num "post" recentemente publicado neste Blog com o título: «DECOREM EST PRO PATRIA MORI», onde de forma modesta homenageei a figura do prestigiado Médico Dr.GENTIL MARTINS, insigne Operador de Cirúrgia, e Campeão da Modalidade Olímpica do Tiro de Pistola Livre - 50 Metros -, expliquei e passo a exemplificar na forma de vídeo, no
que consiste a prática do exercício do 'Tiro ao Alvo' a 50 metros, num desempenho que se intitula, sem pretensiosismos, de «precisão pura».

As armas utilizadas são de especificação livre, ou seja, podem conter elementos com características únicas, como punhos anatómicos que envovem a mão (como uma luva), contra-pesos, gatilhos com peso regulável [de cabelo e electrónico] ficando assim de acordo com as necessidades e 'livre' arbítrio do Atirador.

A execução da actividade desportiva desta modalidade [Free Pistol - Pistola Livre], é denominada «PROVA RAINHA» do Tiro, em virtude de uma série de circunstâncias que a envolvem e tornam peculiar.

A duração da Prova, a distância entre atirador e alvo (que é de 50 metros), o próprio ambiente 'circunspecto', sossegado, extenuante, fazem desta Competição um Mundo à parte em relação a outras provas de tiro com pistola.

A primeira competição desta modalidade, que conhecemos,remonta a 1896, por ocasião da primeira Olimpíada, celebrada em ATENAS.

A segunda ocasião, na qual existem dados referentes a esta nova modalidade, é na França, pelo Primeiro Campeonato do Mundo, celebrado em Lyon.

A competição de pistola livre é uma modalidade difícil, dura, de longa duração, que obriga o atirador, durante duas horas e meia, a ter absoluta concentração e esforço físico.

Da mesma forma que é reconhecida a 'solidão' do corredor 'fundista', também podemos relacionar a "solidão do atirador de pistola livre".

É uma sensação especial de angústia, de desejar terminar. Essa situação obriga a cometer erros em muitos atiradores que não estão bem treinados [que não têm 'calo']

A prova exige não apenas uma grande forma física, mas também Técnica e Psicológica. Deve-se obter o máximo de pontos lutando contra uma série de elementos adversos: contra si mesmo e contra o tempo.

As armas empregadas nesta modalidade são muito especiais. Grandes, de cano longo, estilizadas, de aspecto futurista, com miras de extrema delicadeza e precisão, e um gatilho denominado "de cabelo", por ser necessário apenas um mínimo de pressão para dispará-lo. Pressões entre 5 e 100 gramas são normais.

Os ex-Soviéticos - hoje Russos e Ucranianos - estão entre os melhores atiradores desta modalidade. [no vídeo, estão lá dois!]

As pistolas para o exercício da Pistola Livre atingem preços elevadíssimos e, por isso, desmotivam muitos atiradores de excepção a integrarem-se na modalidade, que, repita-se, é de precisão pura, e, consequentemente, as premissas de 'parar' a arma correctamente, evitar resolutamente os 'erros angulares', possuir miras apropriadas para a prova, realizar treinos correctos e com regularidade são regras de ouro para a Pistola Livre.

Como prova de precisão que é, exige do atirador uma grande capacidade de sacrifício, e, também grande sinceridade consigo mesmo. Enganar-se justificando os maus tiros devido à 'má qualidade das balas', ao 'ruído ambienteal', etc. etc. não é útil para o aproveitamento dos treinos.

A Pistola Livre é uma conquista diária,... de cada disparo.

Deve-se autodominar totalmente, concentrar-se completamente.

Em nenhuma outra prova é tão verídico o aforismo:

«Cada tiro deve ser uma obra de arte.»

2 comentários:

Anónimo disse...

Com a lei das armas que temos, acho que comprar uma fisga é proibido, quanto mais uma pistola para tiro ao alvo...
Em Portugal quem pode ter armas, tem de ser cigano, preto e residir em bairro degradado.
Aí sim, pode ter metralhadoras, caçºadeiras de canos serrados, pistolas de 9mm, etc! (As autoridades NÃO TÊM CORAGEM de arranjar um mandado de busca e ir casa a casa procurar as armas...!!!)
Quem for cumpridor, nunca ter sido preso, pagar os seus impostos, e pedir uma licença de porte de arma... bem pode esperar sentado!
Mais, se por puro milagre lhe for concedida a dita autorização, só pode comprar uma ridícula pistola de calibre 6,35 ou um revólver de calibre 32, mas com restrições no tamanho do cano!!!
Enfim, mais uma vez a beneficiação do infractor!
P.Q.P.!!!

César Ramos disse...

A esta Lei das Armas, nº17/2009, o Dr.Paulo Rangel chamou um "REMENDO" à Lei nº5/2006 mas, acautelando(?) o Bloco Central (contra o "BE"), absteve-se!...

As 'forças de esquerda', curiosamente, votaram «contra»!

Ao legislarem matéria em que predomina tanta 'ignorância', já agora, "clarividentemente", na Lei das ARMAS deveria haver um artigo de «obrigatoriedade» do «Uso e Porte da Arma do Povo»!! (...)

- O VOTO!!

Assim, acho que teria «mais valia» todo este 'folclore' eleitoral!

Já que meteram 'Código Penal' na Lei das Armas, ficava lá, também, outro Código qualquer de 'Conduta' da Civilidade!...

Mas, afinal, quem tem "Medo da Abstenção"? (...)

Por enquanto, parece que "ninguém"!...[dá jeito!]

No COMENTÁRIO, o Autor referiu, e bem, que 'acha' que estará proibida a 'compra/venda' de «FISGAS»!!

Olhe que, nos Armeiros, nunca mais vi nenhuma à venda!...

Depois de ter relido o tal "remendo da lei" - segundo Rangel -, não encontrei lá nenhuma alusão ao "Antigo Testamento" da Bíblia em que o 'puto' DAVID, com uma fisga [funda], "disparou" um calhau que liquidou o gigante Golias (...)

O "Fraco", assim derrotou o "Poder"!!...

Isto, deverá 'preocupar' qualquer Legislador!...

Por isso, como este Blogue é "muito" divulgado", fico à espera de - já avisados - muito em breve sair "Portaria" com proibição e severas penalizações para as "fisgas" e seus portadores, para evitar eventual "Crime" contra a "Segurança do Estado"...