[ Vox populi vox Dei ]

2009-05-08

OBITUÁRIO





Acho que VASCO GRANJA nos disse tudo em vida, e agora após «passar pela transição», recebeu o aplauso e a gratidão de todos aqueles que já lhe fizeram Justiça na Praça Pública.

Nada mais do que já foi dito terei a acrescentar (...)

Só tenho que reiterar o que vi, ouvi e li,... e lembrar o Vasco Granja,... meu "cumprimento" do Bairro de Campo de Ourique; zona que em tempo frequentei mais do que a da Estrela, onde vivi(...)

Já me "atazanaram" porque foi e continuava Comunista! e... depois?! queriam que
um Homem com aquele perfil, também se tivesse 'transferido' para o Partido Socialista?...

Mais um exemplo de coerência, igual à de José Saramago. A "gema" em extinção galopante ... a coerência!... tal como a do Historiador José H. Saraiva que não abdica, contra tudo e contra todos,... de afirmar-se Salazarista!

A Honra e a Dignidade, também estão de parabéns!

Especial realce para o Vasco, que soube 'desenhar' a banda desenhada portuguesa, e elevá-la ao púlpito da Cultura, nivelando-a com a Literatura, e a História.

Viva, Vasco Granja!

3 comentários:

Da Serra disse...

Vasco Granja?
Aquelas doses massiças de desenhos animados do Leste sem a mais pequena graça?
Chiça, penico.
Felizmente ja se foi!
Comigo, meu caro amigo, comunas nem para o céu!
E disse!

Diácono dos Remédios disse...

Os comunas são ateus,
logo,para eles apenas existe o 'Nada'!

Para o céu só vão os que podem andar de avião.

Ímpios!

dRAMOs disse...

Aquelas doses massiças de desenhos animados do leste eram compesados com doses massiças de desenhos animados europeus, americanos, asiáticos, etc.
Ele teve a virtude de mostrar de tudo um pouco do que melhor se fazia no mundo, e foi o pai do período de ouro da BD em Portugal.