[ Vox populi vox Dei ]

2009-04-11

SANTA PÁSCOA MACAU

(...) há muitos anos, por não ter respondido a tempo a uma carta, recebi "reprimenda" em PATUÁ, nos seguintes termos:

UMA DESCOMPOSTURA

«Vai ná minha bolontrão
Sevandija discarado,
Eu diverá mutu reva,
Olá ung-a Nhum assim malvado!

Vôs non tem nada di bom,
Divera certo falá,
Respiate sem vergonha,
Pra vôs non quêro olá.

Tudo laia tem roindade
Est'ung-a bobo quarenta fora
Si vôs vai na minha casa,
Pinchá de jinela fora.

Non quero vae vosso casa
Tem medo de suzá pê,
Quim qurê tratá cô vôs?
Tché!... Lé cô lé, côcré.

Gente Benfeto»

N.B.- A falta não tinha sido 'grave'! foi pretexto para me enviarem o texto cheio de originalidade, e com a recomendação de que deveria ser 'falado' duma 'maneira cantante', como o Macaense ainda se expressará ...

(...)Para evocar Tempos Antigos, deixo esta "Recordação"[Bilhete Postal «Ilustrado»]
com os melhores VOTOS de PÁSCOA FELIZ.

1 comentário:

O Patriota disse...

Macau rima com... cacau.
Ide aqui, http://rs14.rapidshare.com/files/23967307/Livro_Contos_Proibidos.pdf fazei o "download" e depois... façam o vosso julgamento.