[ Vox populi vox Dei ]

2009-04-19

RECAUCHUTAGEM LUSITANA

De toda a nossa História recente, só nos tem chegado informação politicamente correcta [conveniente ao regime], para, investigadores futuros, se 'comprovarem' coisas diferentes, já não irem a tempo de mascarar figuras com nariz comprido, pois, mais tarde, ninguém saberá quem foi o Pai Natal, quanto mais o Pinóquio.

De nariz comprido [leia-se mentirolas], voluntariamente ou não, teremos a história dos nossos antepassados, interpretada subjectivamente pelas cores e paladares dos profissionais que a têm 'revelado'...

Tal como, dentro de dias, vamos ouvir "loas" à Revolução dos Cravos..., enquanto outros, definirão a 'efeméride'... como dia do "Encravanço Nacional"!(...)

Livros Brancos, versus, Livros Negros, só um dia..., se saberá ao certo muita coisa que hoje se aplaude e, amanhã talvez já não!

[Honni soit qui mal y pense]

Assuntos que, estabelecido por Lei, seriam intocáveis, antes de passada uma data de tempo no sentido de não colidir com sobreviventes, em pousio no Arquivo da Torre do Tombo, não se percebe, como é que 'aquilo' tem sido "Fonte", quiçá "Coutada" para os mais 'lestos' "investigadores" e "especuladores" acederem a elementos para cumprirem T.P.C.(trabalhos para casa), apresentarem "Teses", e 'executarem' chorudos êxitos editoriais!

Sem ferir susceptibilidades, adorava saber como é que Salazar, "em Livro", passou de "misógino" e "rato de sacristia", a "canastrão" e "maçon"!!

Ao fim de tantos anos com um perfil, como passou num instante [como num passe de mágica], a ter imagem oposta!?

No meu entender, os seus opositores ao escreverem 'obras' desta natureza, fizeram um grande favor à 'reabilitação' do personagem! Pois hoje, o que é 'humano' e 'moderno', é não ter virtude nenhuma! E, como 'Seminarista' "fica-lhe bem", pois: «ERRARE HUMANUM EST»!!

Será que na poeira das arcas secretas da 'memória', ainda vão arranjar 'elementos' para mais um «Best-Seller» em que o "Velho Pirata" ainda vai concorrer com "Arsènne Lupin" [O LUVAS], ou o "Zé do Telhado"?

No futuro, os nossos Editores o dirão! ou, não (...)

Parece que tem havido pruridos em aceitar que se obtenham análises de ADN do Primeiro Rei de Portugal! Haverá receio de quê? Profanar a Sepultura, ou ir descobrir qualquer coisa diferente do que a Verdade Oficial da História nos possa ter escondido? Gostava de saber e, seja o que for, viria por bem, pois, factos verdadeiros, são melhores do que qualquer ficção que nos impinjam!

Também parece que temos venerado um falso Infante D.Henrique. O homem não teria aquele aspecto de olhos encovados, bigodinho intelectual, e chapéu bolonhês...

Quem se dirigir aos Jerónimos, o Navegador encontra-se representado em estátua por cima da coluna do centro da porta lateral do Mosteiro e, está lá, de longas barbas, forte, armado de espada e exibindo inequívocamente o Brasão Henriquino que, como todas estas coisas sérias da Heráldica, não pode ser coisa dúbia!

A menos que tenha feito pose para o escultor quando ainda andava na tropa e, mais tarde, já na Reserva, ou Pré-Reforma, tenha mudado de vida e de estilo (...)

2 comentários:

Zé Manel disse...

Uma revelação, o autor deste blogue.
Realmente, amigo dele há pelo menos 50 anos, está-me sempre a espantar... e a delciar com a sua prosa.
César, dá gosto ler as tuas escritas!
Os meus parabéns.

Zé Manel disse...

Deliciar e não delciar...
Estes teclados...
Se tivesse sido escrito à mão (e não com 2 dedos (!)) já não acontecia isto.
As minhas desculpas.