[ Vox populi vox Dei ]

2009-04-05

BLOGUE DE VASCO DA GAMA

Navegar é preciso, daí há que aproveitar tudo onde recolher ensinamentos e experiências. Neste fim de semana li [recortei] as separatas do "D.N." com
textos sobre a blogosfera e alguns dos seus bloggers.

ANA DOMINGOS [partilharlisboa] gosta de novas tecnologias e agora, está a experimentar o Twitter e, vai indo, mas "ainda não ... convencida das vantagens" [já somos dois]!

Vamos então 'twittando' até acertar o passo, pois estou convencido de que os muitos milhares de aderentes a nível internacional que 'twittam', não é gente anormal, nem, de todo, sobredotada!

O 'Passarinho Azul' está a dar-nos uma 'Recruta' de 'Ordem Unida' difícil de aplicar!... só, e apenas isso ...

JÚLIO CORTEZ [tudodenovoaocidente] 'convida', e muito bem, a citar sempre as fontes e, a não plagiar.

Entende que os blogues podem ser uma forma de diálogo, e eu, acrescento: nem que seja de forma 'platónica': lendo (sempre)! mesmo que não se comente!...

Afirma que é um acto nobre e de cidadania compartilhar com outros o que sabemos e o que pensamos [ou, o que duvidamos!].

Acho que estou disposto a acreditar nisso, e noutras coisas que o "DN - gente" e "NS'" explanou em síntese e com objectividade.

VASCO da GAMA, Navegador [sem Internet], cumpria o "Diário de Bordo" com a 'disciplina' dos bloggers d'aujourd'hui [nem todos os dias escrevia...].

Penso não ofender a memória dele, nem os 'puristas' de História, ao imaginar 'extractos' do «Diário» do Almirante-Mor [futuro Conde da Vidigueira] em "post", caso o seu contemporâneo MAGALHÃES (Fernão de) lhe tivesse 'facilitado' um Computador:

«... e como foy bonãça tornamos asajr e deunos nosso Sor tam bom vento q aos vinte d. do dicto mes pasamos pollo cabo deboaesperança ...»

Anotemos: isto é escrito no regresso à Pátria (após descoberto o caminho marítimo para a India), e o 'Gigante Adamastor' não incomodou a 'reclamar-se' Cabo das Tormentas! (terá apreciado ser "cabo deboaesperança", como Gama escreveu).

Continuou, rematando as últimas linhas do DIÁRIO DE BORDO no dia 25 de ABRIL de MCDXCIX:

«...e por avermos conhocimento dondeeramos com alguuas trouoads que nos vinham datrra hiamos dello quanto podiamos e huu(a) qujnta frra vinte cinco d. mes dabrill achamos fundo de timpta e cinqº braças e to do o dia fomos per este camjnho e o menos fundo foram vinte braças e nom podemos aver vista de trrª e os pilotos diziam que eramos nos baixos do rrio grãde.»

É assim que termina o "post",ou antes: o «DIÁRIO de BORDO».

[texto em português antigo extraído do 'Diário da Viagem de Vasco da Gama' Vol.I
Livraria Civilização-Porto(1945)]

... E, mais não disse,(escreveu), no regresso a prestar contas a D.Manuel I.

Recebeu o título de Conde, com pensão de trezentos e tal mil reis, e passou a chamar-se D.Vasco da Gama.

O Título deste texto não é Imaginação; muito embora a CIBERNÉTICA não coexistisse com o ASTROLÁBIO, nos dias de hoje os GPS andam de braço dado com
a Informática e, verbo ad verbum, existe o Vasco da Gama.Blogspot.com (...), 'Sítio' do CLUB de REGATAS VASCO da GAMA, no Brasil.

Sem comentários: