[ Vox populi vox Dei ]

2009-03-12

PLENIPOTENCIÁRIO

Toda a gente tem conhecimento de que o Povo é Sábio, e nota-se isso pelos adágios
que a torto e a direito por aí proliferam sem dó nem piedade de tanta razão, mais
do que comprovada.

Porém, também é sabido que da acção dos Sábios se libertam forças incontroláveis
- vírus, epidemias, explosões no laboratório... etc. - na mais pura e cândida intenção de estar a agir por bem!

Com o exercício da Sabedoria Popular, assim, o Partido Socialista obteve uma maioria absoluta num passado recente - quatro anos! coisa pouca.

Iniciou-se uma reacção em cadeia, desfilando uma legião de arrependidos de terem aplicado tanta sabedoria no boletim de voto! Tinham deitado água na cal viva, e os
que ainda não tinham levado com os vapores lá iam elogiando a CORAGEM do Chefe Eleito, começando, entretanto, muitos, a substituir aquele adjectivo por 'LATA'! As
pessoas deviam assumir as suas bandeiras, pelo que não concordo que tivessem votado e ..., quase de seguida, renegado! e começaram a renegar de forma ofensiva e
mal educada! afinal ... estavam a ser vítimas de si próprias! o que é que esperavam? Milagres? Não se vê que nem em Fátima já disso se usa? Não se sabe que a Igreja de tantos Milagres que se ufanava, o Único que ainda vai havendo é o da sua ainda sobrevivência?

Entretanto, a pouco e pouco, do Estado de Graça passou-se para o Estado de Sítio, com
o Gabinete de Crise acantonado nos domínios do Inferno! E, como há lá lume para dar e vender, começaram a multiplicar-se os escândalos muito "quentes", e a aparecerem cada vez mais achas para queimar!

Eis a contagem decrescente para Eleições Legislativas e é um fartar de Maioria ou
não, eis a questão! Por mim, como não gosto de multidões, também não acho bem
maiorias! Mas, acho estranho que em vez de se pedir o VOTO, se ande a solicitar a
Maioria! Afinal, aquela estória de que os prognósticos só no fim do jogo não é bem assim? Não será voto a voto que se contabilizará o que se apurar depois? (...)
Trabalhar para 'angariar' só Votos, não é "porreiro"? Tanto apregoar de 'MAIORIA' não
cheira ao Quero, Posso e Mando, numa intençao 'presidencialista' como há dias ouvi sugerir numa entrevista de televisão cheia de sais de frutos em cima da mesa? mesmo
que tal viesse a acontecer de forma provisória? em Portugal as coisas provisórias assumem naturalmente o carácter de definitivas e, com todo este 'Élan'(entusiasmo),
e as estreitas amizades com Regimes Africanos, ainda arriscamos a ter que aturar, mais cedo, ou mais tarde, uma qualquer Excelência Plenipotenciária ...

Pois, é! O povo é sábio! mas, SÓCRATES também o foi e respondeu: - "só sei, que nada sei" !(...) tramou-se!!

Muito embora tivesse metido a Fé onde os outros meteram o Império, será que vou ter que fazer um acto de contriçâo ... e, ir a FÁTIMA a pé?? ...

1 comentário:

César Ramos disse...

ADENDA

(...) e a real "Maioria"? a "Silenciosa"? (não se lembram? não lhes contaram? investiguem!) essa não pede para acontecer, pois está implícita! Devia ser combatida com VOTO OBRIGATÓRIO para se pedirem MEÇAS ... (desculpe Dr.Medina estar a obrigá-lo a votar...)O pior, é que esta Maioria não 'interessa'! quando já
quis quebrar o Silêncio, tentaram
fusilá-la no Campo Pequeno!!Maiorias de percentagens de quase nada, tudo bem! a outra é para ser
'toureada' ...